• religar

A engenharia dos carmas



Pergunta – Como se explica essa questão de haver uma matemática cósmica por trás das análises cármicas, mas ao mesmo tempo o fato dessa questão não ser linear?

Hamod – O amor incondicional existente em Deus, nos arcanjos e anjos que dirigem o Universo, as galáxias, as estrelas e planetas, não pressupõe que sejam desprovidos de senso de justiça, muito pelo contrário. Mas isso não significa que vão adotar o conceito do “olho por olho, dente por dente”, o que designaria ausência de perdão. Desse modo, com o auxílio de equipamentos computacionais avançadíssimos e com a inspiração proveniente de entidades superiores e dos anjos do carma, são construídas plataformas virtuais no mundo invisível, onde ocorrem simulações diversas até se encontrar uma, duas ou três reencarnações, por exemplo, que mais se aproximem de um caminho que facilitará determinada alma encarnar e voltar para o mundo espiritual com maior êxito na eliminação de carmas, na ampliação do seu grau de consciência e na capacidade de amar. O livre-arbítrio deve ser respeitado, e então nem sempre ocorrem êxitos. Ao contrário, dado o estágio de evolução dos habitantes da Terra, ocorrem mais atropelos e estagnações, ou mesmo pequeníssimos avanços à custa de muito sofrimento, perdas ou choques traumáticos. Contudo, o plano espiritual não deixou de fazer seu esforço de ajuda às almas reencarnantes. Há casos em que ocorrem consultas às próprias almas que vão reencarnar, e há casos de reencarnes involuntários, em decorrência do estágio de consciência de cada um.

Quando se acessam os registros akásicos de uma alma, bem como seu balanço cármico, será possível visualizar-se um quadro geral. Os mentores e guias espirituais se reúnem para analisar caso a caso. Em se tratando do planeta Terra, a maioria dos casos é de processos reencarnatórios involuntários. Há situações em que entidades negativas e inteligentes, que dominam certas técnicas de suporte a reencarnes, pensam estar sozinhas e exclusivamente dominando o processo, conforme já foi citado antes, e assim fazem reencarnar almas comprometidas com elas, em missões de expandir as sombras no mundo denso da matéria.

Ocorre que tudo isso está sob os olhares e supervisão de seres superiores e dos anjos do carma, que analisam as situações sob uma visão profunda, flexível e expandida dos carmas individuais e coletivos. Então, deixam que certas almas encarnem com compromissos com as sombras: primeiro porque respeitam o livre-arbítrio, que é lei universal; depois porque sabem que um dia o grau de sofrimento será tão grande que começarão a se tornar mais humildes e a amadurecer aos poucos, e poderão escolher de que lado desejam prosseguir. Desceram aos infernos e, por conhecerem o que se passa lá, em termos de ausência de felicidade e amor verdadeiros, poderão optar por outra forma de vida em que não haja exploração, nem escravagismo, nem submissão aos instintos primários, nem submissão ao orgulho, vaidade e egoísmo, os quais só ampliam o sofrimento no fundo da alma. Muitas vezes, chegaram a graus avançados de patologia da alma e, considerando a plasticidade do material astral, transformam-se em verdadeiros monstros astrais.

Mesmo os magos e dirigentes da maldade das zonas infernais, um dia, em algum lugar do Universo, após gigantesco sofrimento e deformações físicas e astrais, por conta do grau de toxicidade enorme que acumularam em suas auras, se sentirão cansados de sofrer e de prosseguir nesse caminho e cairão em si. Mesmo que dure milhares e milhares de anos, podendo ultrapassar os milhões de anos, chegarão a um ponto de exaustão e iniciarão um novo percurso evolutivo, tendo que rever carmas deixados ao longo do caminho de volta, ao reencontrar almas com as quais geraram carmas; por vezes outras almas, em orbes planetários diferentes, mas em situações similares.

Nesses casos, expandiram o intelecto, ganharam experiência de vida, porém por caminhos tortuosos, e assim mesmo, de algum modo, não deixaram de evoluir, mas ficaram estagnados no componente do sentimento e do saldo geral na contabilidade cósmica. Quando o ser atinge certo limite (inerente a balanços cósmicos relacionados a cada alma), ele não poderá prosseguir mais, pois existe uma economia cósmica, um tempo cósmico que precisa ser respeitado no contexto geral da Lei Universal.


O Sentido da Vida

Ramatís – Hamod – Rama-Schain / Sávio Mendonça



Ganhe 15% de desconto na compra deste livro, usando o cupom:

1910-30HE-6LE7-HOCC

(o desconto só irá aparecer no fechamento do pedido, onde existe o campo para inserir o código de desconto acima).

270 visualizações1 comentário